domingo, 21 de junho de 2015


Você sabe o que significa esperar?
Confesse, você ainda não tem a dimensão do estado de espera. 
Você não sabe o que é aguardar, inclusive com mãos frias a chegada de alguém que não usa relógio por imprecisão. 
Você ainda não sabe que a espera é o corte vagaroso, feito no coração. 
E você espera o abraço. 
O agradecimento. 
Espera o tempo do outro. Espera o cumprimento das obrigações. 
Espera os dilemas serem resolvidos e as verdades prevalecerem. 
Espera a cartomante.
 O horóscopo. As rezas. 
O resultado das promessas. Você não imagina que é capaz de tantas esperas e sobreviver ao calafrio que elas causam. 
E você acredita e se dá conta de que precisa defender outras esperas mais doloridas. 
São as esperas que, retardadas trarão uma insuspeitada felicidade. São as esperas pelo sossego afetivo. 
Pela resposta do e-mail. Esperas para repousar no coração do outro. 
Para deixar de ocupar o lugar da superficialidade. 
Esperas por um olhar, uma piscadela de confirmação, um eterno sim. 
Você sabe que esperar muitas vezes borra os sentimentos, envelhece a alma e traz uma angústia escancarada, desejosa de sagrada confirmação. 
É. 
Esperar a farta porção de desejo do outro para devorar a nossa alma é uma delícia discreta e suarenta.
 Ecoa longe o grito da espera.
 Vem cá! 
Não me deixe passear nas belíssimas imagens do meu pensamento, tantas vezes confuso. 
A você acaba aprendendo que uma espera custa e não e só uma gorjeta. 
Uma espera custa todos os tostões economizados o ano inteiro para o bendito repouso da felicidade. 
Benditas esperas valiosas. Elas custam todas as impaciências do telefone tocar com o pedido de desculpa salvador.
 Custam os convites que nunca saíram da imaginação. 
Uma vontade estúpida de acordar sem saudade. 
Custam todas as interpretações dos sinais deixados, que você decifra como uma leve resposta para o coração amoroso. 
Custam enxergar indícios de que o romance iniciado no verão tem futuro.
O estado da espera é exatamente proporcional ao olhar piedoso, as lágrimas quase caindo, o andar mil vezes no quarteirão, atravessar o relógio com a visão insistente de águia. Visitar infinitas vezes as cartas, as lembranças, a caixa de fotos amareladas. 
O estado de espera é uma terapia caríssima e ávida para transformar razões desafortunadas em sonhos realizados. 
E para ultrapassar vitoriosa, vale tudo. 
Vale o drama, as unhas roídas, o suar do corpo, a ânsia noturna e o franzir do rosto. 
Faça tudo com as esperas. Faça drama, misérias, desforra com vinho barato, desistências, preces, legitimo protesto, xingamentos, desordem interior. 
A qualquer custa, faça um texto, um desabafo audível ao mundo, uma canção ou pelo menos uma resposta satisfatória. 
Tomara que o para sempre, espere o dia seguinte com notícias felizes, pagamento a prazo e sem reajuste. Sinceramente eu desejo que as esperas sejam superstições falidas das ausências.
Ita Portugal


E daí você abre a porta do quarto e respira o cheiro dele. Respira o ar dele. 
Observa as cortinas abertas, a mesa de cabeceira desarrumada. 
O travesseiro sem a cabeça dele recostada. Daí você sente o calor subir na alma. 
Sente a dor tocando feito brisa matinal.
 Sente a falta. Sente a presença, sente o ar do sorriso dele. Olha o café. 
Olha a mesa com outro lugar vazio. 
Anda descalça pela casa para não fazer barulho para não assustar os pensamentos profundos. E daí você se lamenta e tenta dizer para si mesma que já passou, 
mesmo querendo que as coisas estivessem ali no mesmo eixo no mesmo lugar no mesmo hemisfério. Mas nada faz mais sentido quando o amor vai e esvai nos olhos. 
É dor que dói mesmo sem consentimento. E o tempo agora mudou os ventos, mudou a direção. Mudou o humor. 
Mudou a consistência dos dias. Tudo parece nevoa, tudo parece querer virar solidão.
 Nas mãos o toque no peito, para sentir a batida do vazio. 
E daí você descobre que agora é cada um por si e sem interferências. 
Sem inerência. Sem disponibilidade. É saudade. Da porta para dentro, da porta para fora.
 Por onde quer que ele agora esteja.

Sil Guidorizzi

RAÇA NEGRA –►SÓ ÀS MELHORES - ♫

Anos 80 - 20 Sucessos do Rock Nacional

Rotina - Roberto Carlos (1973)

MARIA BETHANIA - JEITO ESTUPIDO DE TE AMAR

Roberto Carlos ... COMO E GRANDE O MEU AMOR POR VOCÊ

Roberto Carlos ... COMO E GRANDE O MEU AMOR POR VOCÊ

TUDO PÁRA - ROBERTO CARLOS 0001

TUDO PÁRA - ROBERTO CARLOS 0001

Outra vez - Roberto Carlos

Outra vez - Roberto Carlos

Outra vez - Roberto Carlos

CAVALGADA - ROBERTO CARLOS

MARIA BETHANIA "É O AMOR"

MARIA BETHANIA "É O AMOR"

MARIA BETHANIA - JEITO ESTUPIDO DE TE AMAR

Maria Bethânia - Gostoso Demais - Legendas

MARIA BETHANIA "DETALHES"

Maria bethania - Você.

Maria Bethânia '' Negue ''

sexta-feira, 12 de junho de 2015

           DIA DOS NAMORADOS, 
  
Por mais que tudo não é mais nada....
           Ainda te amo!


terça-feira, 9 de junho de 2015

Gestos por mais simples que sejam, 
possuem uma profundidade absurda.
[Sil Guidorizzi] 


Não é tarde.
 Ainda dá tempo. 
   Vem, 
    e abraça esse coração.
      [Sil Guidorizzi]
O melhor é guardar a lágrima. Ou, deixar que ela escorra e seque.
 Ou, quem sabe, não pensar em mais nada e dançar.
 Dançar pela sala, pela casa, pelo corredor. 
Sem querer saber de todas as verdades, mentiras. E sim, continuar vivendo. 
Mesmo que o calo esteja apertando.
 Mesmo que pessoas desfaçam suas malas em outro lugar que não seja mais seu coração.
 O melhor é travar a batalha com os próprios sentimentos e ir se (a)colhendo, ir se (re)conquistando aos poucos. 
O riso volta.
 Tudo que é seu, secretamente estará dentro da sua alma pra que ninguém (re)mexa. 
Até que um dia você mesma resolva dar um fim em tudo que pese. 
E finalmente o coração te (re)conheça.
[Sil Guidorizzi]
Tudo que eu puder lembrar de você, lembrarei. 
Tudo que puder sentir no meu corpo sentirei.
 O calor que sobe, o amor que fica, a aceleração.. 
Quero a tua saudade batendo na porta do meu quarto. 
Teus pés tocando nos meus enquanto me cobre e me observa. 
Tudo que puder dizer de bom a seu respeito direi. 
Tudo que puder vasculhar para te encontrar, vasculharei. Fotos, viagens cheiros, espera. 
Vou para a janela. 
Chove. 
Mas aqui dentro ainda há esperança. 
De repente vejo teu olhar chegando para sanar a dor do coração..
[Sil Guidorizzi]
Exatamente como me sinto,por mais impossível que seja.
Não sei onde vai dar. 
Mas sei que nada é por acaso. Sei dos dedos das tuas mãos que entrelaçam os fios do meu cabelo. 
Do amor que nos observa feliz. 
Pela nossa própria estória. Destino destinado.
 Poesia bonita dos dias que saem pelos poros da alma e elevam o coração.
[Sil Guidorizzi]

segunda-feira, 1 de junho de 2015





COMO SER POSITIVO? COMO SE LIBERTAR DA NEGATIVIDADE? -

COMO SER POSITIVO? COMO SE LIBERTAR DA NEGATIVIDADE? -


E, por mais que atos e fatos, 
me entristecem, não consigo arrancar este amor de mim...
Talvez um dia serás lembranças...
Mas ainda és presente, ainda estas na minha alma...
Mesmo sabendo, que não existe , e nunca existiu amor de ti...
......em mim ficaste pra sempre....



Postagem em destaque

Olha que mensagem linda do Roberto Shinyashiki( QUEM QUISER SEGUIR ELE VALE A PENA SÓ PASSA PENSAMENTOS POSITIVOS ) , incentivando as pes...